Bank of America anuncia ações para alcançar emissões líquidas zero de gases de efeito estufa antes de 2050

CHARLOTTE, Carolina do Norte 12/2/2021 –

Divulgações de metas operacionais para 2030

Dando continuidade ao duradouro apoio do Bank of America ao Acordo Climático de Paris, a empresa destacou hoje os passos iniciais para alcançar seu objetivo de emissões líquidas zero de gases de efeito estufa (greenhouse gas, GHG) em suas atividades financeiras, operações e cadeia de suprimentos antes de 2050. O Bank of America continua engajando-se ativamente com seus clientes para ajudar a acelerar suas próprias transições para líquido zero, e planeja estabelecer ciência interina baseada em metas de emissões para portfólios de alta emissão, incluindo energia e potência. Além disso, o Bank of America divulgou seus objetivos operacionais e de cadeia de suprimentos mais amplos para 2030, como parte de um comprometimento holístico para sustentabilidade ambiental.

“É crítico aproveitarmos todas as partes da nossa empresa – além das nossas operações diretas – para podermos acelerar a transmissão para uma economia global líquida zero”, disse a vice-presidente do Bank of America Anne Finucane, que lidera os esforços ambientais, sociais e de governança, finanças sustentáveis, implantação de capital e política pública da empresa. “Reconhecemos que esta não será uma tarefa fácil, mas acreditamos que nosso compromisso irá ajudar a estimular o crescimento da energia zero carbono e soluções energéticas, transporte e agricultura sustentáveis, e outras transformações no setor, enquanto geramos oportunidades mais resilientes e equitativas para nosso futuro”.

Colaboração a caminho para o líquido zero

Como parte de sua transição para emissões líquidas zero, em julho de 2020, o Bank of America juntou-seàParceria para finanças de contabilidade de carbono (Partnership for Carbon Accounting Financials, PCAF) como um membro da Equipe principal mundial. Em colaboração com outras 15 instituições financeiras, o Bank of America participou no desenvolvimento da Contabilidade global de GHG e padrão de relatórios para o setor financeiro, oferecendo uma metodologia consistente para avaliar e divulgar emissões associadas a atividades financeiras. O Bank of America está comprometido em divulgar suas emissões financiadas até 2023.

Esta colaboração baseia-se nos contínuos e recentes esforços do Bank of America com parceiros para lidar com os desafios financeiros, tecnológicos, políticos e outros, inerentes da transmissão para uma economia global líquido zero, incluindo:

  • O diretor executivo Brian Moynihan atua como copresidente da Iniciativa de mercados sustentáveis da Sua Alteza Real o Príncipe de Gales.
  • O Conselho Empresarial Internacional do Fórum Econômico Mundial, sob a presidência de Moynihan, divulgou recentemente um conjunto comum de métricas de capitalismo de partes interessadas ambiental, social e de governança (Environmental, Social and Governance, ESG), desenvolvido em conjunto com as quatro grandes empresas de contabilidade (‘Big 4 Accounting Firms’). Quase 70 empresas globais se comprometeram com as métricas, que incluem recomendações da força-tarefa para divulgações financeiras relacionadas ao clima, como também um alinhamento com emissões líquidas zero antes de 2050. Moynihan também é membro da Alliance of CEO Climate Leaders, do Fórum Econômico Mundial e do Comitê de direção de finanças de transição.
  • O Bank of America também é um parceiro fundador do RMI’s Center for Climate Aligned Finance, e membros do 1t.org U.S. Stakeholder Council e da Comissão de transições de energia.
  • O Bank of America engaja rotineiramente membros do seu Conselho nacional consultivo comunitário – incluindo o Ceres, o Centro para soluções para o clima e energia (Center for Climate and Energy Solutions, C2ES), Força-tarefa do ar limpo, Conservação da natureza, Instituto de recursos mundiais, e o U.S. Green Building Council – e outras partes interessadas externas, para oferecer perspectivas valiosas e orientação em formatar sua estratégia e planejamento para líquido zero.

“Ao traçar os passos que o Bank of America está tomando para alcançar emissões líquido zero, a empresa está acelerando as ambições estabelecidas no Acordo Climático de Paris”, afirmou Mindy Lubber, diretora executiva e presidente do Ceres. “Como uma instituição financeira global, o Bank of America possui influência e capacidade únicas para alcançar estes objetivos. Apreciamos o comprometimento do Bank of America em determinar metas ambiciosas para 2030 e esperamos mais detalhes no futuro, incluindo como ele irá trabalhar com clientes para alcançar seu comprometimento”.

Expandindo o comprometimento de operações e cadeia de suprimentos

O Bank of America alcançou neutralidade de carbono em suas operações em 2019, um ano antes do previsto, e aumentou o número de fornecedores que medem e divulgam publicamente emissões de GHG através da pesquisa de cadeia de suprimentos CDP. O Bank of America já estabeleceu o próximo conjunto de metas para suas operações e cadeia de suprimentos a ser alcançado até 2030:

  • Manter a neutralidade de carbono para operações (Escopo 1 e 2).
  • Adquirir 100% de eletricidade zero carbono.
  • Reduzir emissões de GHG baseadas em localização em 75% (Escopo 1 e 2).
  • Reduzir o consumo de energia em 55%.
  • Reduzir o consumo de água potável em 55%.
  • Administrar as unidades com responsabilidade e alcançar a certificação LEED® (ou comparável) para 40% do espaço da construção.
  • Administrar com responsabilidade resíduos para diminuir a quantidade enviada para aterros.

    • Desviar de aterros 75% dos resíduos de construção e demolição.
    • Descartar 100% dos resíduos eletrônicos utilizando fornecedores certificados responsáveis.
  • Garantir que 70% dos fornecedores globais, por gasto, determinem redução de emissões GHG ou metas de energia renovável.
  • Avaliar 90% dos fornecedores globais, por gasto, quanto a riscos de ESG conforme definido pelo Código de conduta do fornecedor da empresa.
  • Continuar a reduzir o uso do papel e adquirir 100% de papel de fontes certificadas.

Implantar capital para atividades de negócios sustentáveis de baixo carbono

Aumentar significativamente o investimento em tecnologias de baixo carbono e atividades necessárias para descarbonizar todos os setores da economia será crítico para o Bank of America alcançar suas metas de zero líquido. Desde 2007, a empresa direcionou mais de US$ 200 bilhões em capital e se comprometeu a implementar um total de US$ 445 bilhões até 2030 na sua Iniciativa empresarial ambiental. A empresa já espera exceder este compromisso antes de 2030, com base na atividade atual de financiamentos. Sob esta iniciativa, a empresa trabalha de perto com seus clientes para financiar a adoção de soluções de baixo carbono, incluindo construção de edifícios eficientes em recursos, energia renovável, transportes sustentáveis como veículos elétricos e infraestrutura de pontos de recarga, e agricultura com utilização eficiente de recursos.

O Bank of America também está dedicando significativo capital financeiro, intelectual, filantrópico e catalítico para apoiar o avanço de tecnologias em desenvolvimento, tais como financiamento de carbono, agricultura sustentável e biocombustíveis, infraestrutura hídrica, hidrogênio limpo, desperdício de energia e tecnologias de captura e apreensão de carbono. Mais detalhes sobre a abordagem do Bank of America para lidar com a mudança climática e gerenciar riscos em suas atividades financeiras podem ser encontrados no Quadro de política de risco ambiental e social e no Relatório da força-tarefa para divulgações financeiras relacionadas ao clima atualizados.

O Bank of America

No Bank of America, somos guiados por um propósito comum para ajudar a tornar vidas financeiras melhores, através da energia de cada conexão. Estamos alcançando isto através do crescimento responsável com um foco em nossa liderança ambiental, social e de governança (ESG). O ESG está incorporado em nossas oito linhas de negócios e reflete como ajudamos a estimular a economia global, construir confiança e credibilidade, e representar uma empresa para a qual as pessoas querem trabalhar, investir e fazer negócios. Está demonstrado no ambiente de trabalho inclusivo e solidário que criamos para nossos funcionários, nos produtos e serviços responsáveis que oferecemos a nossos clientes, e no impacto que fazemos em todo o mundo ajudando economias locais a prosperar. Como uma importante parte deste trabalho é formar parcerias robustas com grupos sem fins lucrativos e de defesa, tais como organizações comunitárias, consumidoras e ambientais, para reunir nossas redes e experiência coletivas para alcançar um maior impacto. Saiba mais em about.bankofamerica.com, e conecte-se conosco no Twitter (@BofA_News).

Para obter mais notícias sobre o Bank of America, inclusive comunicados sobre dividendos e outras informações importantes, acesse a sala de imprensa do Bank of America e registre-se para receber alertas por e-mail de notícias.

www.bankofamerica.com

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

A imprensa pode entrar em contato com:

Kelly Sapp, 1.980.214.3070

Kelly.E.Sapp@BofA.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *