Empresa realiza troca de sua matriz energética e diminui emissão de CO2 em mais 95%

São Paulo 14/5/2021 – A empresa contratada pela Supergasbras divide sua capacidade instalada em 70% de usinas eólicas, 24% de usinas fotovoltaicas e apenas 6% de hidroelétricas.

Por meio do mercado livre de energia, empresa passou a investir em fontes eólicas e fotovoltaicas para suas unidades de engarrafamento, produção e requalificação de botijões

A preocupação com o aquecimento global e preservação do meio ambiente vem fazendo com que empresas do mundo inteiro alterem suas matrizes energéticas em direção a fontes renováveis, principalmente eólicas e solares. Esta alteração impacta diretamente na geração de CO2 liberado na atmosfera e, principalmente, de gás metano (CH4), 25 vezes mais nocivo à atmosfera do que o gás carbônico e uma das principais substâncias emitidas por meio da geração por hidroelétricas.

No Brasil, a Supergasbras, empresa do grupo SHV Energy e uma das principais distribuidoras de gás GLP do Brasil, é um bom exemplo desta transição. Desde 2018, a empresa vem investindo na troca gradual de suas fontes de energia em unidades engarrafadoras e de fabricação e requalificação de botijões para usinas eólicas e fotovoltaicas, reduzindo drasticamente a quantidade de gases emitidos.

A alteração da matriz energética posta em prática é feita por meio do Ambiente de Contratação Live de Energia, conhecido popularmente como Mercado Livre de energia. Neste mercado, as empresas conseguem firmar contratos diretamente com geradores e distribuidores. Isso permitiu que, nos últimos três anos, a Supergasbras alterasse a forma de consumo de 16 de suas unidades, responsáveis pelo consumo de mais de 15 milhões kWh anualmente.

A empresa contratada pela Supergasbras divide sua capacidade instalada em 70% de usinas eólicas, 24% de usinas fotovoltaicas e apenas 6% de hidroelétricas. Na prática, apenas considerando os anos de 2018 e 2019, isso resultou na redução de 23 toneladas de CO2 emitidos para apenas uma, ou seja, uma diminuição superior a 95%.

Neste período, apenas das usinas eólicas, vieram 25 milhões de kWh. Já das fontes eólicas, originaram-se outros 2 milhões de kWh.

“Estamos num momento em que todos precisam fazer algo para proteção do planeta. Reduzir a quantidade de CO2 na atmosfera é essencial não somente para a nossa qualidade de vida em médio e longo prazo, como para garantir um mundo habitável para as próximas gerações. Entendemos que a troca da matriz energética em nossas atividades é uma obrigação e pretendemos continuar este movimento nos próximos anos, até que toda a operação da empresa seja proveniente das fontes renováveis e limpas”, diz Fernanda Gomes, especialista em Sustentabilidade da Supergasbras.

Segundo Fernanda, a questão da energia está ligada com a filosofia da empresa em buscar soluções sustentáveis para seus negócios. “Estamos atuando em diversas frentes em busca de maior sustentabilidade, como reuso de água e programas de logística reversa para os materiais descartados na produção e no consumo de nosso produto. Esta é a única maneira possível para qualquer companhia empresa manter suas atividades nos dias de hoje”, completa.

Website: http://www.supergasbras.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *