O caminho online para a publicação de fretes

São Paulo, SP. 23/10/2020 –

Tecnologia traz as publicações de fretes para o modo online e agiliza o trabalho de empresas e caminhoneiros autônomos no que diz respeito ao transporte de cargas pelo país.

O que seria do Brasil sem transportadoras e caminhoneiros? A resposta a essa pergunta deve contemplar a real importância da atividade de transporte rodoviário de cargas que, segundo a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), movimenta 60% das mercadorias pelos 1,7 milhão de quilômetros de estradas que cobrem o território nacional. 

Para dar conta de tal movimento, parte das empresas dispõe de frota própria, com motoristas contratados, enquanto outras utilizam também os serviços dos caminhoneiros autônomos, agregando com isso a possibilidade de ampliar os horizontes dos negócios. Nesse sentido, o uso de plataformas de publicação de fretes tem sido muito útil.

A ideia é simples: em vez de ficar procurando caminhoneiros aleatoriamente em postos de combustível pelas estradas ou em terminais de cargas, para dar conta dos carregamentos, as empresas concentram essa busca em uma ferramenta online. O caminho parece natural, uma vez que o cliente, e muitas vezes o consumidor, também estão online e cada vez mais próximos das companhias. 

A plataforma FreteBras, por exemplo, uma das maiores da América Latina, oferece planos de assinatura para empresas que incluem publicações de fretes ilimitadas e diversas funcionalidades para auxiliar no gerenciamento das cargas das empresas. Ao se tornar assinante, a transportadora ou embarcadora tem acesso às informações que giram na própria ferramenta, o que torna possível obter uma média de preço de frete, por exemplo, ter noção de como estão os preços da transportadora no mercado, ou quanto custa levar uma carga para um lugar desconhecido. 

Além disso, quem está com a frota ociosa pode disponibilizar seus veículos na plataforma para prestar serviço a outras transportadoras. O frete de retorno também pode ser encontrado com facilidade através dos aplicativos da plataforma FreteBras, onde quer que os caminhoneiros estejam. 

Conexão nas estradas

A publicação de fretes é feita de forma rápida e descomplicada: o sistema solicita os dados da empresa, origem, destino, o produto a ser transportado e identifica o tipo de veículo e carroceria necessários para atender a carga. Na FreteBras, a publicação fica disponível na plataforma e chega aos aplicativos dos caminhoneiros que logo entram em contato com as empresas. 

A coisa é tão dinâmica que logo é necessário desativar a publicação para que não fique recebendo mais ligações para um frete que já foi negociado. Isso porque, de acordo com a Pesquisa CNT Perfil do Caminhoneiro 2019, da Confederação Nacional do Transporte, atualmente, 87,8% estão conectados na internet, principalmente através do celular (98,8%). Alguns aparelhos como computador, laptop e tablet também são usados por eles, mas em menor escala. 

Na verdade, esses profissionais integram uma verdadeira transformação digital que está ocorrendo nas estradas. O acesso desses motoristas à rede mundial é diário, segundo 90,6% dos participantes da pesquisa, e tem entre os principais objetivos as redes sociais, a busca de informações profissionais e de notícias. Não há como negar que o celular é hoje uma ferramenta de trabalho muito importante, que inclui esses profissionais do transporte rodoviário de cargas. 

Essa transformação na profissão vem trazendo várias facilidades. Além do acesso mais rápido às publicações de fretes, de qualquer lugar do país, o uso da internet também vem ajudando os motoristas na busca por postos de combustível com melhores preços, locais para reparos do caminhão, bem como trajetos alternativos, seja por trânsito intenso, más condições do tempo e da rodovia ou questões de segurança.

Por falar em segurança, a utilização de uma plataforma de fretes fica protegido por algumas precauções. No caso da FreteBras, os cadastros de motoristas e empresas são validados pelas equipes de atendimento. Além disso, as empresas associadas recebem orientações de segurança para as publicações. Assim, a plataforma cumpre seu propósito de unir as duas pontas da logística, transportadoras e caminhoneiros, sem participar das negociações dos fretes, que são feitas diretamente entre os interessados.

Plataforma na pandemia 

As plataformas de publicação de fretes online tiveram um bom desempenho durante o período conturbado da pandemia e ajudaram as transportadoras na busca por motoristas autônomos com mais facilidade, em todas as regiões do país. 

Nesse primeiro semestre, a FreteBras alcançou a marca de dois milhões de fretes publicados, número 50% maior do que o registrado no mesmo período de 2019, totalizando a quantia aproximada de R$ 20 milhões em fretes distribuídos aos caminhoneiros durante a fase aguda da pandemia. A base da plataforma conta com 10 mil transportadoras, que publicam em torno de 20 mil fretes diariamente para os mais de 420 mil motoristas autônomos cadastrados. 

Os caminhoneiros, por sua vez, fizeram mais uso dos meios digitais para a pesquisa de fretes, segundo apurou a própria FreteBras. Só no primeiro quadrimestre de 2020 esse movimento já registrava aumento de 47% em relação ao mesmo período do ano passado. O aplicativo da ferramenta para os motoristas atingiu a marca de 1,4 milhão de instalações nos primeiros seis meses do ano.

Para saber mais sobre a FreteBras e conhecer os planos de assinaturas, acesse: https://www.fretebras.com.br/planos-e-precos-para-empresas 

Website: http://www.fretebras.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *