Pesquisa aponta que a retomada do setor de casamentos é promissora

São Paulo 2/9/2021 –

O estado de São Paulo já prevê e se organiza para a retomada de alguns eventos

Segundo pesquisa feita pelo portal Casamentos.com.br com mais de 1.300 pessoas que estão noivas, 1 a cada 3 apontou a necessidade de cancelar o casamento ao menos uma vez. Porém, aproximadamente 60% disseram que pretendem se casar entre setembro deste ano e agosto de 2022. A previsão para o próximo ano, inclusive, é bastante promissora.

Com a chegada da pandemia da Covid-19 e das medidas sanitárias de segurança, aglomerações foram proibidas para combater a proliferação do vírus. Isso fez com que os planos de casamento de diversas pessoas fossem adiados e reprogramados para algum outro momento mais oportuno, sem que oferecessem riscos à saúde dos envolvidos no evento.

De acordo com informações da Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta), a pandemia da Covid-19 causou o adiantamento de 79% de eventos sociais e corporativos em 2020. Além disso, o faturamento do segmento no país apresentou queda de 98%, atingindo diretamente a realização de um casamento.

Segundo Doreni Caramori, empresário e presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Eventos (Abrape), “cerca de 97% das atividades do setor de eventos estão completamente paralisadas desde março do ano passado. Isso corresponde a mais de 350 mil eventos que deixaram de ser realizados em 2020 – o número inclui shows, festas, congressos, rodeios, eventos esportivos e sociais, teatro, entre outros. Isso fez com que o setor deixasse de faturar ao menos R$ 90 bilhões. A paralisação gerou perda de arrecadação de R$ 4,6 bilhões em impostos federais e mais de 450 mil profissionais ficaram desempregados”.

Em contrapartida, em abril e maio deste ano, é percebida uma retomada de forma gradual de atividades dessa natureza, de acordo com o avanço das campanhas de vacinação realizadas nos estados, permitindo, por exemplo, que a troca de aliança de casamento entre noivos acontecesse de alguma forma. Além disso, os decretos dos governantes de cada estado mostram sinais positivos em relação à reabertura. Porém ela não está sendo realizada da mesma forma: estão sendo priorizados eventos ao ar livre, com número restrito de pessoas. Grandes encontros e celebrações estão sendo transferidos para 2022.

Setor de eventos de São Paulo se prepara para retomada

Seguindo a linha de retorno do setor de eventos, o estado de São Paulo encontra um futuro mais promissor em relação à retomada das atividades, é o que mostram as análises do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB). Segundo o calendário de eventos, dos 600 eventos esperados para 2020, como feiras, simpósios e outros, só 51% foram, de fato, realizados. Desse número, 118 aconteceram on-line.

Desconhecendo o desenrolar da pandemia nos primeiros meses, os organizadores e promotores adiaram, de início, os eventos para o segundo semestre de 2020. Todavia, há eventos que tiveram mais de duas mudanças de datas, afetando o calendário deste ano. Dos 626 eventos esperados para 2021, 41% foram feitos também on-line; 27% tiveram suas datas alteradas para este ano ainda; e 32% foram adiados para o próximo ano.

Website: https://www.lobella.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *