Segundo dados, vendas diretas são complemento de renda para brasileiros

2/6/2021 –

Com crescimento do desemprego e necessidade de renda extra diante da crise, brasileiros veem a venda direta como opção

As vendas diretas são conhecidas no Brasil há algum tempo. Sem estabelecimento fixo, os representantes de marca fazem contato com clientes e tornam-se ponte entre marca e consumidor. Pela flexibilidade do modelo, muitos investem no sistema como segunda fonte de renda. Ao menos, é o que indica a ABEVD, Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas. 

De acordo com dados disponibilizados pela associação, 82% dos representantes de vendas diretas possuem outros empregos – e atuam no formato para obter um extra ao final do mês. Sendo assim, a opção se apresentou como refúgio para a população desempregada. Atualmente, 13% dos brasileiros não têm emprego com carteira assinada, de acordo com IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

Opção diante da crise

Citando, mais uma vez, a ABEVD, pode-se observar crescimento notável das vendas diretas no ano de 2020. Comparando o mês de julho do ano em questão com o anterior, foi possível constatar um crescimento de 38,9%, com aumento de 21% no número de vendedores. Dessa forma, o primeiro semestre de 2020 apresentou crescimento de 3% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Outra constatação foi o intermédio da internet na movimentação das vendas diretas: 20,6% das compras foram realizadas on-line, 18% via WhatsApp e 14,9% pelas redes sociais. Sendo assim, mais da metade das vendas realizadas pelos empreendedores ocorreu por intermédio da tecnologia. 

Para Emerson Ventura, sócio-fundador da Luci Luci, empresa de cosméticos e bem-estar, as vendas diretas podem ser uma oportunidade para empreendedores. Ainda assim, a corporação entende que pode ir além quando o assunto é apoiar aqueles que estão começando. 

“Entendemos que os maiores e melhores investimentos baseiam-se em olhar para o desenvolvimento pessoal. Por isso, oferecemos todo o suporte necessário para os nossos consultores”, explica o empreendedor. A corporação oferece diversas ferramentas, treinamentos e plataformas que dão suporte para os primeiros passos. Os principais temas abordados são Marketing e vendas.

Para finalizar, Emerson enfatiza que esse processo é parte dos valores da corporação. “Um dos nossos maiores propósitos é ajudar a melhorar a qualidade de vida e a desenvolver as habilidades pessoais de cada pessoa, contribuindo com a construção do conhecimento humano e a realização de sonhos e aspirações”. 

Oferecendo produtos direcionados para as áreas de saúde, cosméticos, beleza, bem-estar e perfumaria, a Luci Luci sempre busca novidades – como a nanotecnologia. Além disso, todos os produtos são regulamentados e autorizados pela Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 

Para saber mais sobre a Luci Luci, basta acessar: https://luciluci.com.br/

Website: https://luciluci.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *