Canudos de papel são alternativa à lei que proíbe produtos de plástico em São Paulo

Atibaia – SP 18/3/2021 –

Além do cumprimento à legislação, os canudos de papel biodegradáveis contribuem para um consumo sustentável.

Com o intuito de equilibrar os fluxos de recursos renováveis, a cidade de São Paulo publicou, há pouco mais de um ano, a Lei Municipal nº 17.261, que dispõe sobre a proibição de fornecimento de produtos de plástico. Seja para consumo no local ou delivery, os artigos previstos na legislação devem ser seguidos por uma série de estabelecimentos, o que torna essencial a busca por alternativas. Assim, um dos produtos que passa a ser permitido e amplamente utilizado são os canudos de papel.

De acordo com a lei, em substituição aos produtos de plástico, devem ser fornecidos outros, com a mesma função em materiais biodegradáveis, compostáveis e/ou reutilizáveis, “a fim de permitir a reciclagem e impulsionar a transição para uma economia circular”, pontua o artigo 2º da lei. Nesse sentido, os canudos de papel vêm sendo utilizados como alternativa, o que gera uma grande dúvida em muitos consumidores: o impacto no meio ambiente é realmente menos agressivo que o do canudo de plástico?

A Canubio, fabricante de canudos de papel, explica que o utensílio é desenvolvido justamente com o intuito de oferecer um produto biodegradável, capaz de aliar a tecnologia com o meio ambiente. “Sabemos da importância que os canudos têm na experiência de tantos clientes, por isso, oferecemos uma alternativa sustentável e com uso permitido, sem infringir qualquer legislação”, disse Gustavo Ferreira, CEO da empresa.

A lei, em vigor na cidade de São Paulo, tem como uma das premissas “fomentar a eficácia do sistema, revelando as externalidades negativas e excluindo-as dos projetos”. Ou seja, essa é uma maneira de incentivar o consumo com responsabilidade ambiental, de maneira a valorizar a sustentabilidade como um todo. Para Gustavo, a preocupação com o meio ambiente, deve ir além do que a legislação prevê. “Consumo e comércio conscientes são capazes de transformar a realidade da degradação, dando chance para uma nova realidade pautada na atenção ao ecossistema”, afirmou.

O empresário ainda destaca que o uso dos canudos de papel é uma das maneiras de incentivar produções que corroborem com a necessidade da natureza. Questionado sobre como os canudos de papel podem contribuir para a reutilização do produto, Gustavo destacou o processo de produção. “Utilizamos matéria prima importada, resistente a umidade, o que proporciona mais resistência ao canudo em contato com líquidos”, contou.

O CEO da Canubio lembra que os estabelecimentos que não cumprirem com o estabelecido pela lei estão sujeitos a sanções. “Mais um motivo para investir na aquisição de canudos de papel, 100% biodegradáveis. Uma certeza de contribuição com o meio ambiente”, frisou.

Dentre as punições previstas estão desde autuação, advertência e intimação para cessar a irregularidade, até autuações seguidas de multas. Estas, variam de R$ 1.000,00 a R$ 8.000,00 e fechamento administrativo do estabelecimento.

Website: https://www.canubio.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *