Live marca o lançamento do projeto “Juntos Prevenindo Incêndios”

Lins, SP 28/5/2021 –

Transmissão ao vivo contou com a participação do Tenente do Corpo de Bombeiros de Lins, Dante Dias Vivan e da Tenente da Polícia Militar Ambiental de Lins, Ana Arruda

No dia 20 de maio, por meio de uma transmissão ao vivo, aconteceu o lançamento da campanha “Juntos Prevenindo Incêndios”. A iniciativa que conta com a participação de mais de 10 empresas, órgãos públicos e privados, propõe a discussão, conscientização e adoção de medidas efetivas para evitar os danos causados pelos incêndios e garantir a conservação do meio ambiente.

O projeto tem a participação do 37º Batalhão do Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros de Lins, Defesa Civil de Lins, Polícia Militar Ambiental de Lins, AES Brasil, Cafealcool, Comdema, Usina Diana, Usina Estiva, Usina Lins, Usina Renuka, Via Rondon, Triunfo Transbrasiliana e Sabesp.

Com o intuito de promover a consciência coletiva sobre a importância da prevenção na sociedade, a ação educativa contará com a divulgação em mídias online e offline: outdoor, anúncios em jornais, spots em rádios, redes sociais, placas de estradas, entre outros.

Durante a Live o Tenente do Corpo de Bombeiros de Lins, Dante Dias Vivan, trouxe dados que mostraram que 2020 foi um ano de muitas ocorrências de incêndios. “O Corpo de Bombeiros atendeu o total de 480 mil ocorrências no estado de São Paulo. Desse total a ocorrência de maior incidência foram os de incêndios, que corresponderam a 39 mil”, disse.

Diante dos dados preocupantes o Tenente reforçou a importância da participação dos órgãos públicos e privados para conter os incêndios. “Com a união de instituições e empresas, diante dos chamados, teremos mais força para poder combatê-los, pois haverá mais recursos e pessoas empenhadas para poder sanar esses problemas”, explica.

De acordo com o Comandante Regional, a maioria dos focos de fogo nas plantações tem origem nas áreas próximas às rodovias ou que tenham acesso fácil da comunidade. “Descarte de bitucas de cigarro em beiras de estrada, fogueiras, limpeza de terrenos, soltura de balões, latas ou vidros, e até mesmo garrafas pet, são as principais causas dos incêndios. Começar uma queimada é crime, e quem desrespeita a legislação deve responder a processo, com possibilidade de prisão e multa pelo dano ambiental causado. A orientação para quem flagrar princípio de incêndio é acionar o Corpo de Bombeiros, via 193”, explicou.

A Tenente da Polícia Militar Ambiental de Lins, Ana Arruda, também destacou a importância do trabalho preventivo. “Se não evitarmos os focos, não denunciarmos as pessoas que colocam fogo em entulho e terrenos baldios e estão acabando com a qualidade do ar, a situação pode piorar ainda mais, principalmente em razão da pandemia que estamos vivendo”, ressaltou.

O número de focos de queimadas no Brasil no ano passado subiu 12,73% na comparação com 2019, segundo dados do Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). No total, o país registrou 222.798 focos em 2020, ante 197.632 no ano anterior. Isso representa o maior número de focos em uma década.

Os números são de fato alarmantes, por isso a necessidade de ações que contribuam tanto na educação ambiental quando na educação de combate. “A ação humana é a maior responsável pelos incêndios, seja de forma intencional ou por negligência. Por isso, é necessário que a população adote medidas preventivas ou colabore na comunicação dos focos de incêndio”, finaliza a Tenente da Polícia Militar Ambiental de Lins, Ana Arruda.

Website: https://www.facebook.com/juntosprevenindoincendios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *