14


Os carros elétricos vêm chamando atenção das pessoas em todo o mundo, mas quando falamos em Estados Unidos, Europa e Ásia, eles ganham destaque. Mas e o Brasil? 

Sim, a indústria brasileira está começando a se adaptar e a inserir opções de carros elétricos no país.

Isso porque na próxima década, o setor automobilístico irá desempenhar um papel significativo no crescimento da economia não somente do Brasil, como de outros países.

Segundo uma pesquisa divulgada pela InfoMoney, as vendas de carros elétricos e híbridos no Brasil cresceram 320%. Em janeiro deste ano, as vendas foram de quase de 1,6 mil carros, incluindo carros elétricos ou híbridos. 

Isso totalizou um crescimento de 320% em relação a janeiro do ano passado, quando apenas 373 carros foram vendidos.

Isso comprova como o setor está em crescimento e existe uma alta demanda para ele, o que faz com que a indústria busque por soluções e opções para atender os consumidores.

Mas será que o Brasil está realmente preparado para os carros elétricos? Continue a leitura e saiba mais!

 

Os carros elétricos no mercado brasileiro

Os carros elétricos oferecem diversos benefícios por serem uma opção considerada sustentável. 

Além de não poluir o meio ambiente, essa opção de carro também pode ser muito econômica para os seus donos, pois sem a necessidade de motor de combustão, não é necessário gastar dinheiro com combustível e manutenção do motor.

Porém, existe uma questão que faz com os carros elétricos ainda não sejam tão populares no Brasil, apesar de seu crescimento no mercado. Eles possuem um valor alto.

A acessibilidade dos veículos deve ser analisada, pois se as pessoas não conseguirem comprá-los, o setor não poderá crescer.

Veja a seguir algumas questões relacionadas a carros elétricos no Brasil:

 

O que já temos na indústria brasileira

Para entender melhor como a indústria brasileira já começou a se adaptar, é necessário saber o que já temos no país. No momento, o mercado possui alguns modelos de carros elétricos pelas ruas.

Em setembro do ano passado chegou ao mercado o Corolla híbrido flex, que é o primeiro modelo no mundo que pode utilizar etanol para gerar a energia da bateria elétrica. 

Já a Jac Motors divulgou a importação de veículos elétricos da China, o iEV 40, que chegou no valor de R$ 153,9 mil.

A Renault lançou o Renault Zoe, que é um modelo elétrico que começou a ser vendido no Brasil no valor de R$ 149.990. Enquanto isso, a Chevrolet lançou o modelo Chevrolet Bolt, custando R$ 178.400.

O Nissan Leaf é mais uma das opções de carros elétricos disponíveis no mercado brasileiro, com o valor de R$ 178.400. 

Outro lançamento que chamou a atenção dos consumidores foi o BMW i3, que possui um estilo exótico, mas não é totalmente elétrico, pois conta com um motor a combustão para melhorar a sua autonomia. O modelo começou a ser vendido no valor de R$ 199.950.

Como podemos observar, já existem algumas opções de carros elétricos disponíveis no mercado brasileiro. 

Porém, nem nos maiores centros urbanos é possível encontrar uma grande variedade de opções de abastecimento desse tipo de carro, o que é um grande problema para o crescimento do setor. 

Em São Paulo, por exemplo, é possível encontrar pontos de recargas em algumas opções de shoppings e supermercados, como o Pão de Açúcar, além de condomínios de alto padrão.

 

O que falta para o crescimento de carros elétricos no Brasil

Os problemas que impedem o crescimento de carros elétricos no Brasil não estão relacionados apenas ao alto valor que eles possuem. 

Como citamos acima, o país ainda não oferece uma quantidade suficiente de pontos de abastecimento de carros elétricos.

Além disso, os carros também precisam ser revisados, o que significa que é necessário existir uma mão de obra qualificada para fazer esse trabalho.

Falando sobre os valores não acessíveis, no momento, a tecnologia utilizada em carros elétricos é cara.

No entanto, existem previsões que nos próximos anos os preços serão mais acessíveis, principalmente por causa da bateria utilizada nesses modelos, que deverá ter seu custo reduzido.

Se essa redução realmente existir, será um grande momento para o mercado brasileiro, pois será possível produzir e comercializar muitas outras opções e com valores mais acessíveis.

 

Os carros elétricos são o futuro? 

 

Muitas pessoas dizem que sim, os carros elétricos são o futuro no setor automobilístico devido aos diversos benefícios que proporcionam. Além de tudo o que já sabemos sobre essa opção de veículo, é importante falarmos que eles também acompanham as tendências de autopeças

Isso significa que eles são lançados já equipados com itens que estão se tornando cada vez mais comuns no dia a dia de motoristas e que ajudam muito quando se trata de direção segura e confortável, como rádio automotivo em versões atualizadas, sensores de ré, câmera traseira, conexão com smartphones, etc. 

Com tantos benefícios e tanta modernidade, os carros elétricos realmente são uma opção muito promissora no mercado automobilístico e que em breve, poderá fazer muito sucesso entre os consumidores brasileiros. 

Responder

Deixe uma resposta