marketing

O que é o marketing esportivo?

O conceito marketing refere-se às ações estratégicas visando o aumento de lucro e vendas nos mais variados segmentos e linhas de negócio, o marketing esportivo por sua vez trata da interseção entre esportes e negócios.

Considerando que o marketing dispõe de suas ferramentas para alavancar os negócios, se pode compreender essa como uma estratégia voltada para encontrar efetivas oportunidades no mundo esportivo.

Iniciando primeiro nos países mais desenvolvidos, o marketing atrelado aos esportes se expandiu globalmente e foi adaptado para atender as demandas de culturas com as mais diversas realidades.

Com isso o conceito passou a ser uma especialidade do marketing voltada para a geração de oportunidades de negócio no ramo esportivo.

Engajamento: criando conexões

A plena definição de nossas preferências e gostos conferem uma posição específica na sociedade, essa posição virá de acordo com aquilo que definimos que é bom e nos agrada. Assim são formados os grupos sociais. 

Em grupos sociais de estudantes e apreciadores de moda sem dúvidas haverão pessoas com grande preferência pela  confecção roupas

O mesmo acontece em muitos outros segmentos também, caracterizando a preferência como cultura.

A cultura  permite que as pessoas possam ter mais interação entre si, isso pois quando é percebido que duas ou mais pessoas têm gostos em comum, há maior identificação e afinidade.

Esse é o mecanismo que o  marketing aplicado ao esporte dispõe em suas estratégias.

Com o entendimento que grupos de pessoas venham a familiarizar-se devido a particularidade de preferências que compartilham, como um time favorito, uma lacuna para a projeção de estratégias é criado.

No ramo esportivo essa lacuna foi encontrada e rapidamente reprojetada para atingir os interesses dos stakeholders, principais atores da área. 

Sejam marcas, atletas ou empresários, o marketing esportivo será posicionado para beneficiar tais atores.

Para que essa influência nos grupos sociais não é necessário a organização de projetos arquitetônicos ou mirabolantes para se atingir o objetivo traçado. 

Para isso, basta apenas criar a conexão entre o esporte em si e o produto ou marca que se queira promover.

O principal exemplo neste sentido é a participação de jogadores de futebol em comerciais e propagandas televisivas.

Considerado um jogador bem aclamado pelo público, a sua influência no ramo esportivo não se resume somente ao time em que joga. Dito isso, digamos que uma empresa de aluguel de veículos decide consolidar uma parceria.

Essa parceria aconteceria por intermédio de comercial na televisão aberta ao público e seu objetivo principal seria a divulgação da locadora de veículos alavancar serviços como o aluguel de van com motorista

Para isso, o jogador em questão aparece no comercial de TV usando as soluções dessa locadora de veículos para evitar seu atraso num jogo, por exemplo. 

Com o bordão bem aplicado durante o comercial, passa então a ser um daqueles “comerciais chiclete”. Com isso é possível observar o funcionamento do marketing esportivo.

A utilização de determinada figura com influência significativa em seu segmento possibilitou que o marketing com suas ferramentas, pudesse atingir um nicho específico de público e divulgar sua solução.

Criando conexão entre o público-alvo de determinada linha de negócio e sinergia para com os produtos e soluções a serem alavancados.

Outra forma de promoção que pode acontecer no marketing (convencional e esportivo) é contar com a aparição pública de determinada figura influente. 

Essa aparição pública deve ser projetada de maneira para trazer destaque não só para a figura como também pela marca. 

Como fotografar uma pessoa de influência usando repetidas vezes o carrinho de supermercado de marca específica.

Tal atitude com certeza irá atrair atenção do público e deixando o questionamento acerca da qualidade da marca, intrigando o público.

Influência e estilo de vida

A cultura do esporte está relacionada ao chamado fator passional, isto porque o esporte é tido como paixão para determinados grupos de pessoas. Além disso, o esporte remete ao estilo de vida. 

Quando analisamos a sociedade em geral nos deparamos com os mais variados estilos de vida, paixões e gostos. 

No entanto, o estilo de vida atribuído para atletas e profissionais do esporte, vem a ser o recomendado por especialistas.

É comum ainda nos depararmos com pacientes em consultórios que iniciaram uma dieta sozinhos pois se inspiraram em atletas e em seus respectivos estilos de vida.

Nas redes sociais essa exposição do estilo de vida se torna ainda mais latente, alguns dos interlocutores principais trazem ao público suas dietas, rotina de exercícios e medicamentos utilizados, o que pode vir a prejudicar.

No caso de uma pessoa apaixonada por vôlei, que decide seguir a mesma dieta que um atleta profissional, por exemplo. Sem dúvidas há uma discrepância entre as realidades e estilos de vida.

Por um lado, enquanto a atleta se dedica na alimentação de frutas secas para dieta, a pessoa influenciada, embora deseje aderir a mesma dieta, deve passar com um profissional e aplicar a alimentação de acordo com a realidade de seu organismo.

Com isso essa influência abre espaço para um questionamento: seria possível o marketing esportivo influenciar negativamente os apaixonados por esporte? Essa é uma pergunta que requer a análise prévia de diferentes contextos.

Digamos que uma blogueira tenha feito a divulgação de um ar condicionado 110 volts para toda a sua rede de seguidores. 

Essa rede de seguidores é composta por pessoas de realidades distintas e classes sociais diferentes. 

Existe a possibilidade de acontecer uma influência negativa, para esse contexto. Isso pois uma seguidora com realidade financeira bem distante da blogueira pode vir a mudar toda a sua rotina para condições de comprar o mesmo ar condicionado usado nas redes.

E embora a aquisição de novos produtos deva ser vista com bons olhos, é indispensável levar em consideração que houve um esforço além do comum para que o seguidor seguisse o mesmo nível de consumo que algum de seus influenciadores, com outro estilo de vida.

Com isso, é possível compreender que a crítica à influência e estilo de vida não está no stakeholder ou na mensagem transmitida. Mas, sim na maneira como o público vem a receber e interpretar tal influência.

Logo é feita a necessidade de prudência no uso do marketing esportivo, pois assim como outras formas de divulgar, promover e influenciar, o marketing aplicado ao esporte pode vir a ser mal compreendido.

Sendo assim a recomendação é que seja utilizado para a divulgação de marcas, soluções e eventos para que haja maior encontro com a realidade de seu público. 

Esportes e negócios

Quando citado o termo “negócios” as pessoas associam a empresários homens envolvidos em discussões com caráter amplamente financeiro e individual. Pouco se associa com eventos principalmente esportivos.

Todavia com a ampla afinidade criada com o público e os investimentos realizados, o esporte é um dos mercados que mais tem crescido e conta com os eventos mais caros do mundo.

A popularidade que tem facilita a transmissão de mensagens para diversas pessoas ao mesmo tempo, também influencia o consumo diretamente.

Como resultado, para isso, o esporte se torna um ambiente rentável e seguro para os negócios. Isso pois:

  • Demanda baixo investimento;
  • Abrange maior número de pessoas;
  • Possui visibilidade da mídia;
  • Possui pouco risco.

Para o uso do esporte como veículo de estratégia é necessário ter definido quais os principais objetivos a serem alcançados. Se é visibilidade, obter rápidas vendas ou então atingir um novo nicho de público.

Assim como quaisquer outras ferramentas de marketing, se faz necessária a definição dos objetivos para ter facilidade na delegação de tarefas e metas para os alcançá-los.

Uma empresa deseja alavancar as vendas de balança analítica e semi analítica e para isso decidiu contar com o apoio do marketing esportivo. 

Sua estratégia inicial foi direcionar o investimento para comerciais na televisão junto com atletas. 

Porém, tal investimento trouxe pouco retorno efetivo, afinal o público carecia do entendimento do produto que estava sendo divulgado, embora a empresa fosse de notável relevância no mercado, principalmente, o mercado farmacêutico. 

Após levantamentos de dados, foi definido que a empresa deveria investir ainda mais no marketing esportivo, mas direcionando as ações para o canal correto. 

Ao invés de contar então com as propagandas na TV, foram feitos investimentos nos eventos. 

A empresa passa então a ser patrocinadora dos eventos esportivos, contando com profissionais e especialistas para dar rápidas entrevistas e explicações acerca dos benefícios de seus produtos para o ramo farmacêutico e da nutrição.

Com o uso da nova estratégia a empresa passa a receber atenção do mercado, seu posicionamento correto e com definições de público-alvo e objetivo ocasionaram no sucesso da estratégia. 

Com isso, é correto afirmar que esportes e negócios são termos que podem soar como opostos e início, mas quando bem posicionados podem agir como forças parceiras para a obtenção de um objetivo em comum. 

Considerações finais

Apostar no segmento esportivo para promover ações de marketing por fim é benéfico. Isso porque os riscos apresentados nesse sentido são baixos.

Afinal, o investimento não será diretamente direcionado a uma campanha, mas sim ao esporte. Isso corrobora para que o público tenha boa aceitação da marca ou empresa. 

Outro fator que deve ser considerado é a prévia definição de objetivos para garantir que as ações encontrem a persona correta. 

Para investimentos maiores, uma boa opção são os eventos, seja como patrocinador da marca em si ou tão somente do evento. 

Para atrair atenção do público ainda é possível que os colaboradores estejam uniformizados e com crachá de identificação funcional.

Isso pois a presença de pessoas com vestimentas personalizadas em eventos chama atenção do público, validando a relevância da marca ou empresa em meio a multidão e despertando a curiosidade do público.

Sendo assim, para aqueles que desejam usufruir de estratégias assertivas, que possam atingir amplo número de pessoas e criar sinergia, o marketing esportivo torna-se a alternativa ideal. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *